Gratidão e Humildade (Especial para PessaH)

לֹא-תֹאכַל עָלָיו חָמֵץ שִׁבְעַת יָמִים תֹּאכַל-עָלָיו מַצּוֹת לֶחֶם עֹנִי כִּי בְחִפָּזוֹן, יָצָאתָ מֵאֶרֶץ מִצְרַיִם–לְמַעַן תִּזְכֹּר אֶת-יוֹם צֵאתְךָ מֵאֶרֶץ מִצְרַיִם כֹּל יְמֵי חַיֶּיךָ

“Nela não comerás levedado; sete dias nela comerás pães ázimos, pão da miséria (porquanto apressadamente saíste da terra do Egito), para que te lembres do dia da tua saída da terra do Egito, todos os dias da tua vida.” (Devarim/Deuteronômio 16:3)

Por que nos lembrarmos da aflição e da miséria por todos os dias de nossas vidas? Há dois motivos básicos: Um deles é a gratidão ao Criador, pelo que Ele fez, que deve ser constante e sempre presente. O outro é o fato de que o sofrimento normalmente nos suaviza, e nos torna mais humanos, e menos orgulhosos. Gratidão e humildade são duas características fundamentais para que possamos ser luz aonde quer que formos, não apenas nos tempos difíceis, mas também no melhor da terra da promessa.

© 2014 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Comentários

comments