Arquivo da tag: vazio

Sede do Eterno (Sl. 63:1)

אֱלֹהִים אֵלִי אַתָּה– אֲשַׁחֲרֶךָּ צָמְאָה לְךָ נַפְשִׁי– כָּמַהּ לְךָ בְשָׂרִי בְּאֶרֶץ-צִיָּה וְעָיֵף בְּלִי-מָיִם

“O Elohim, tu és o meu Elohim, de madrugada te buscarei; a minha alma tem sede de ti; a minha carne te deseja muito em uma terra seca e cansada, onde não há água.” (Tehilim/Salmos 63:1)

Se você ao ler o versículo acima pensa – Que lindo! – então releia com atenção. Para alguém que residia num lugar semi-árido, a terra seca e cansada, sem água, não é exatamente uma descrição de beleza, mas sim de uma situação de muita angústia. O salmista não está fazendo um elogio ao Eterno, mas sim uma declaração de angústia. O que o salmista descreve é algo que muitos de nós sentimos, nalgum momento da vida: A sensação de vazio. O salmo continua, mostrando como o salmista considerava a vida um fardo enorme. E sentia-se vazio e desesperançoso de mudanças. Nesse momento, o salmista fez a única coisa que de fato preenche esse vazio: Voltou-se para o Criador, e clamou por sua presença. Se você sente vazio e desesperança, é importante compreender que só há UM que é capaz de preencher esse vazio. Os clamores de nossa alma só podem ser saciados pela presença do Criador. Se você tem sentido esse vazio, pode ser sinal de distanciamento do Criador. Aproxime-se dEle, e o vazio se tornará em deleite.

© 5776 – Qol haTorá (www.qol-hatora.org) – Permitida a reprodução se os créditos forem mantidos.