Arquivo da tag: tristeza

Chorar Dia e Noite (Jr. 8:23)

מִי-יִתֵּן רֹאשִׁי מַיִם וְעֵינִי מְקוֹר דִּמְעָה; וְאֶבְכֶּה יוֹמָם וָלַיְלָה אֵת חַלְלֵי בַת-עַמִּי

“Oh! se a minha cabeça se tornasse em águas, e os meus olhos numa fonte de lágrimas! Então choraria de dia e de noite os mortos da filha do meu povo.” (Yirmiyahu/Jeremias 8:23)

Há momentos em que, se pudéssemos, choraríamos o dia inteiro, dia e noite. Certamente é o caso em situações terríveis como a que vivenciava Yirmiyahu (Jeremias). Contudo, é preciso em meio à dor encontrar forças para se levantar, e buscar caminhar segundo a vontade do Criador. Não é fingir que não se está triste, mas sim confiar nEle apesar da tristeza. Confiar que, acima de tudo, Ele nos ama e está do nosso lado, e tem um propósito para tudo aquilo que passamos, mesmo para os momentos de desespero.

© 2014 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Tristeza na Destruição (2 Rs. 25:9)

וַיִּשְׂרֹף אֶת-בֵּית-יְהוָה וְאֶת-בֵּית הַמֶּלֶךְ וְאֵת כָּל-בָּתֵּי יְרוּשָׁלִַם וְאֶת-כָּל-בֵּית גָּדוֹל שָׂרַף בָּאֵשׁ

“E queimou a Casa de YHWH e a casa do rei, como também todas as casas de Jerusalém, e todas as casas dos grandes queimou.” (Melakhim Bet/2 Reis 25:9)

Imagine o horror dos judeus daqueles tempos em observar sua cidade inteira sendo destruída, e o próprio Templo sendo queimado. Dor, tristeza, desespero e desesperança podem abater o ser humano quando se vê tendo sua vida despedaçada. Todavia, assim como os judeus posteriormente retornaram e reconstruíram Jerusalém, assim também o Eterno nos capacita a reconstruirmos nossas vidas. E esse ciclo de reconstrução nos ajuda a adquirir maturidade e confiança nEle.

© 2014 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Tristeza e Vitória (2 Sm. 19:3)

וַתְּהִי הַתְּשֻׁעָה בַּיּוֹם הַהוּא לְאֵבֶל–לְכָל-הָעָם כִּי-שָׁמַע הָעָם בַּיּוֹם הַהוּא לֵאמֹר נֶעֱצַב הַמֶּלֶךְ עַל-בְּנוֹ

“Então a vitória se tornou naquele mesmo dia em tristeza por todo o povo; porque naquele mesmo dia o povo ouvira dizer: Mui triste está o rei por causa de seu filho.” (Shemuel Bet/2 Samuel 19:3)

Mesmo tendo sido perseguido por Avshalom (Absalão), Dawid (Davi) não deixou de sentir um grande tristeza quando de sua morte. A vitória mal poderia ser comemorada, dados os desdobramentos. Frequentemente, é assim que nos sentimos, mesmo quando recebemos um livramento. Perguntamo-nos: A que preço? Sentir-se abatido é humano, mas Dawid não deixou de confiar no Eterno. Quando parece que até as vitórias são amargas, essa é a hora de nos prostrarmos aos Seus pés, e confiarmos na Sua ação.

© 2013 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Bênção Inesperada (Nm. 5:28)

 “Mas se a mulher não se profanou e está pura, ela será inocentada e será fértil.” (Nm. 5:28)

É curioso como o rito das águas amargas poderia se tornar em bênção ou maldição para a vida da mulher, de acordo com a sua fidelidade. Muitas vezes, é inevitável passarmos por constrangimentos, ou por situações que consideraríamos terríveis. A diferença de quem é fiel não está na isenção de passar por tais coisas. A diferença está nos resultados. Para aquele que busca a Elohim, mesmo a maior tristeza pode se transformar numa grande bênção, no tempo oportuno.

© 2013 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.