Arquivo da tag: sonho

Pesadelos (Dn. 4:2)

חֵלֶם חֲזֵית וִידַחֲלִנַּנִי וְהַרְהֹרִין עַל-מִשְׁכְּבִי וְחֶזְוֵי רֵאשִׁי יְבַהֲלֻנַּנִי

“Tive um sonho, que me espantou; e estando eu na minha cama, as imaginações e as visões da minha cabeça me turbaram.” (Dani’el 4:2) (4:5*)

Como é terrível ter pesadelos, visões negativas, ou de alguma forma ser alertado pelo Eterno quanto às nuvens densas e espessas que se apresentam diante de nós! Uma boa parte das pessoas nas Escrituras passaram por isso. Há pessoas que por medo procuram afastar da mente tais revelações, ou dizer para si próprias que é bobagem ou coisa da sua própria cabeça. No entanto, temos uma ótima razão para manter a fé nesses momentos: Uma revelação sombria não nos é dada para nos assustar. É um alerta do Eterno para que possamos nos preparar, justamente para que possamos evitar ou, pelo menos, minimizar o seu efeito. Assim sendo, é fruto do amor dEle para conosco.

© 5776 – Qol haTorá (www.qol-hatora.org) – Permitida a reprodução se os créditos forem mantidos.

O Foco da Revelação (Dn. 7:1)

בִּשְׁנַת חֲדָה לְבֵלְאשַׁצַּר מֶלֶךְ בָּבֶל דָּנִיֵּאל חֵלֶם חֲזָה וְחֶזְוֵי רֵאשֵׁהּ עַל-מִשְׁכְּבֵהּ בֵּאדַיִן חֶלְמָא כְתַב רֵאשׁ מִלִּין אֲמַר

“No primeiro ano de Belshassar, rei de babilônia, teve Daniel um sonho e visões da sua cabeça quando estava na sua cama; escreveu logo o sonho, e relatou a suma das coisas.” (Daniel 7:1)

Muitos espiritualizam sonhos e visões, transformando símbolos em realidades supostamente espirituais. O principal problema, contudo, é que a espiritualização da simbologia tira o foco da mensagem. As visões e sonhos de Daniel não são importantes porque revelam uma suposta realidade espiritual, mas sim pela mensagem que trazem. Pessoas que têm sonhos e visões podem perder o foco do que está sendo comunicado, caso se foquem em compreender os elementos, ao invés da mensagem transmitida. E, ao fazer isso, praticamente inutilizam a experiência. O mesmo vale para a interpretação bíblica: Foque na mensagem, ao invés de perder tempo tentando compreender coisas que podem nem mesmo ser literais.

© 2014 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Sonhos e Visões (Ez. 1:1)

וַיְהִי בִּשְׁלֹשִׁים שָׁנָה בָּרְבִיעִי בַּחֲמִשָּׁה לַחֹדֶשׁ וַאֲנִי בְתוֹךְ-הַגּוֹלָה עַל-נְהַר-כְּבָר נִפְתְּחוּ הַשָּׁמַיִם וָאֶרְאֶה מַרְאוֹת אֱלֹהִים

“E aconteceu no trigésimo ano, no quarto mês, no quinto dia do mês, que estando eu no meio dos cativos, junto ao rio Kevar, se abriram os céus, e eu tive visões de Elohim.” (YeHezqel/Ezequiel 1:1)

As Escrituras dizem que o Eterno se comunica conosco através de sonhos e visões. Apenas com Moshe (Moisés), e ninguém mais, o Eterno falou com voz audível. YeHezqel (Ezequiel) começa seu relato afirmando que teve visões. Visões precisam ser interpretadas, assim como sonhos. Para conhecer o conteúdo de sonhos e visões e saber compreendê-los, é preciso uma boa dose de conhecimento das Escrituras, e estar atento aos detalhes. Especialmente daquilo que o Eterno quer nos dizer, e que frequentemente não desejamos ouvir ou tomar consciência.

© 2014 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.