Arquivo da tag: perda

O Objetivo das Perdas (Jz. 7:2)

וַיֹּאמֶר יהוה אֶל-גִּדְעוֹן רַב הָעָם אֲשֶׁר אִתָּךְ מִתִּתִּי אֶת-מִדְיָן בְּיָדָם פֶּן-יִתְפָּאֵר עָלַי יִשְׂרָאֵל לֵאמֹר יָדִי הוֹשִׁיעָה לִּי

“E disse ADONAY a Guid`on: Muito é o povo que está contigo, para eu dar aos midianitas em sua mão; a fim de que Israel não se glorie contra mim, dizendo: A minha mão me livrou.” (Shofetim/Juízes 7:2)

Para manifestar sua glória, o Eterno retirou de Guid`on (Gideão) boa parte do exército. Se tivesse deixado permanecer aquele número, o povo diria que venceu por seus próprios recursos. O mérito pessoal se tornaria num ídolo, ofuscando a glória do Criador. Assim frequentemente é conosco. Um dos motivos pelos quais o Eterno permite que passemos por períodos de perdas é para que aquelas coisas nas quais nos agarramos não se tornem ídolos, que enfraqueçam a nossa fé no Criador e nos afastem de Seus caminhos. O aprendizado de passar por perdas e ganhos cíclicos nos depura, a fim de que possamos confiar cada vez mais nEle. O objetivo do Eterno é nos conduzir à confiança inabalável, e a adoração exclusiva a Ele. E isso é tão grande e tão importante que certamente vale o processo, mesmo quando é doloroso.

© 5775 – Qol haTorá (www.qol-hatora.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Perdas (Gn. 23:1)

וַיִּהְיוּ חַיֵּי שָׂרָה מֵאָה שָׁנָה וְעֶשְׂרִים שָׁנָה וְשֶׁבַע שָׁנִים–שְׁנֵי חַיֵּי שָׂרָה

“E foi a vida de Sara cento e vinte e sete anos; estes foram os anos da vida de Sara.” (Bereshit/Gênesis 23:1)

A Torá começa a parashá não falando da morte de Sara, mas sim de sua vida. Não no fim, mas em todo o processo. Quando temos uma perda, seja de alguém ou de algo, é comum focarmos naquilo que nos falta, e não naquilo que, durante um bom tempo, o Eterno nos concedeu. Focar nas lembranças boas, ao invés de na ausência, nos ajuda a termos a perspectiva de que a ausência é apenas ilusória. Não há nada na natureza que se perca. O que há é transformação. E essa transformação abre espaço para que vivamos novas coisas. O Eterno muda nossas vidas, para que possamos evoluir de acordo com a vontade dEle. Pois Ele nos prepara para coisas grandiosas no mundo vindouro.

© 5775 – Qol haTorah (www.qol-hatora.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Perda (Nm. 33:38)

“Então Aharon, o cohen, subiu ao monte Hor, conforme ao mandado de YHWH; e morreu ali no quinto mês do ano quadragésimo da saída dos filhos de Israel da terra do Egito, no primeiro dia do mês.” (Bamidbar/Números 33:38)

A morte de Aharon haCohen haGadol (o sumo sacerdote Aarão) foi uma perda inestimável para os israelitas. Juntamente com Moshe (Moisés), ele era uma referência de liderança para o povo. Todos nós já passamos pela experiência de perder alguém importante, e insubstituível em nossas vidas. Seja por uma morte, mudança ou afastamento. Porém, a jornada de Israel continuou. Outro Cohen haGadol (sumo sacerdote) foi levantado pelo Eterno, para cuidar do povo. De forma semelhante, não se deixe abater por uma perda. O Eterno sempre coloca em nossas vidas pessoas igualmente importantes, para auxiliar em nossa caminhada.

© 2013 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.