Arquivo da tag: páscoa

Festa e Pecado? (Ez. 45:22)

וְעָשָׂה הַנָּשִׂיא בַּיּוֹם הַהוּא בַּעֲדוֹ וּבְעַד כָּל-עַם הָאָרֶץ–פַּר חַטָּאת

“E no mesmo dia o príncipe preparará por si e por todo o povo da terra, um bezerro como oferta pelo pecado.” (Ye’hezqel/Ezequiel 45:22)

Imediatamente após falar sobre a celebração do Pessa’h (Páscoa), o profeta Ye’hezqel (Ezequiel) afirma que o príncipe, entendido por alguns como o Sumo Sacerdote e por outros como o Rei da dinastia de Dawid, faria uma oferta por seu pecado, e pelo pecado do povo. Por que a menção ao pecado justamente no momento de uma comemoração tão alegre? Alguns comentaristas afirmam que a menção ao pecado é para que a festa não nos impeça de ficar em alerta. É fácil tomar ciência do pecado quando se está triste e abatido, mas lembramos disso quando estamos alegres? A lembrança do pecado não precisa estragar a festividade. Mas ela serve como uma meta; um memorial de que nunca devemos parar de buscar evoluirmos, e progredirmos diante do Criador.

© 5776 – Qol haTorá (www.qol-hatora.org) – Permitida a reprodução se os créditos forem mantidos.

Um PessaH Especial (2 Rs. 23:22)

כִּי לֹא נַעֲשָׂה כַּפֶּסַח הַזֶּה מִימֵי הַשֹּׁפְטִים אֲשֶׁר שָׁפְטוּ אֶת-יִשְׂרָאֵל וְכֹל יְמֵי מַלְכֵי יִשְׂרָאֵל–וּמַלְכֵי יְהוּדָה

“Porque nunca se celebrou tal Pessa’h como esta desde os dias dos juízes que julgaram a Israel, nem em todos os dias dos reis de Israel, nem tampouco dos reis de Yehudá.” (Melakhim Bet/2 Reis 23:22)

O que fez esse Pessa’h (Páscoa) ser tão especial? Quando se observa o contexto deste capítulo, é possível perceber que Yoshiyahu (Josias) realizou uma profunda obra de reconduzir o povo ao Eterno, numa época em que Israel estava perdido em meio à idolatria. Nada há que possa tornar o Pessa’h mais especial do que o encontro do Eterno com os seus servos. Há quem pense que jantares exuberantes possam tornar a comemoração mais elevada. Ledo engano! A melhor maneira de celebrar é voltando os corações para o Criador, em alegria e júbilo porque Ele é por nós. Mesmo a mais singela festividade se elevará aos céus, caso aqueles que a realizam tenham por compromisso buscar a face do Altíssimo.

© 5776 – Qol haTorá (www.qol-hatora.org) – Permitida a reprodução se os créditos forem mantidos.