Arquivo da tag: isolamento

Desprezo e Solidão (Gn. 6:8)

וְנֹחַ מָצָא חֵן בְּעֵינֵי יהוה

“NoaH, porém, achou graça aos olhos de ADONAY.” (Bereshit/Gênesis 6:8)

O que muitos não percebem é que se NoaH achou graça aos olhos do Eterno em um tempo no qual a terra estaria totalmente corrompida, isso significa que NoaH estaria remando contra a maré do padrão de conduta e comportamento da época. O que provavelmente levava NoaH a se sentir sozinho, isolado dos demais, e se perguntando como poderiam as coisas terem se deteriorado de tal maneira, em tão pouco tempo. Porém, ficar firme nos caminhos do Criador, mesmo que isso signifique distanciar-se daqueles que andam em vias espiritualmente nocivas, sempre vale à pena. NoaH ainda não sabia, mas estaria prestes a presenciar uma enorme transformação, o desprezo que sofria seria tornado em esperança. E assim é com todo aquele que caminha com o Altíssimo.

© 5776 – Qol haTorá (www.qol-hatora.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Desejo Próprio (Pv. 18:1)

לְתַאֲוָה יְבַקֵּשׁ נִפְרָד בְּכָל-תּוּשִׁיָּה יִתְגַּלָּע

“Busca satisfazer seu próprio desejo aquele que se isola; ele se insurge contra toda sabedoria.” (Mishlê/Provérbios 18:1)

Não é incomum que as pessoas que despertam para a Torah acabem adotando uma postura de isolamento, que praticamente as leva a fundarem suas próprias religiões pessoais. No entanto, Mishlê (Provérbios) alerta para o perigo de que aquele que se isola não esteja buscando a verdade, mas sim o seu próprio desejo. Dentre eles, o mais perigoso é o de ser sábio aos seus próprios olhos. Existem boas razões pelas quais a Torah estabelece uma Corte Mosaica, para conduzir o povo. Parte de abdicar do próprio desejo está em aceitarmos que não sabemos todas as coisas, e entendermos que a Torah privilegia o que é melhor para a comunidade.

© 2014 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.