Arquivo da tag: fidelidade

Agindo como Faraó (Ex. 8:8)

וַיֵּצֵא מֹשֶׁה וְאַהֲרֹן מֵעִם פַּרְעֹה וַיִּצְעַק מֹשֶׁה אֶל-יהוה עַל-דְּבַר הַצְפַרְדְּעִים אֲשֶׁר-שָׂם לְפַרְעֹה

“E Faraó chamou a Moshé e a Aharon, e disse: Rogai a ADONAY que tire as rãs de mim e do meu povo; depois deixarei ir o povo, para que sacrifiquem a ADONAY.” (Shemot/Êxodo 8:8)

Não é comum que as pessoas se identifiquem com os personagens que são caracterizados negativamente pelas Escrituras. No entanto, é muito comum encontrar pessoas que agem exatamente como o Faraó. No momento da dificuldade, fazem inúmeras promessas ao Criador, tentando negociar por algo favorável. Porém, afastada a dificuldade, esquecem-se de seus compromissos anteriores, até que surja a próxima dificuldade. Observar o desfecho de Faraó nos ajuda a compreender o que o Eterno pensa a respeito de tal atitude. A fidelidade do justo não deve estar vinculada ao seu grau de sofrimento. Deve ser um ato contínuo, uma trajetória de vida, como no caso de Moshé (Moisés). O justo fiel será amparado pelo Eterno durante suas tribulações.

© 5776 – Qol haTorá (www.qol-hatora.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Fidelidade e Misericórdia (Dt. 7:9)

יָדַעְתָּ כִּי-יהוה אֱלֹהֶיךָ הוּא הָאֱלֹהִים הָאֵל הַנֶּאֱמָן–שֹׁמֵר הַבְּרִית וְהַחֶסֶד לְאֹהֲבָיו וּלְשֹׁמְרֵי מִצְו‍ֹתָו לְאֶלֶף דּוֹר

“Saberás, pois, que ADONAY teu Elohim, ele é Elohim, o Elohim fiel, que guarda a aliança e a misericórdia até mil gerações aos que o amam e guardam os seus mandamentos.” (Debharim/Deuteronômio 7:9)

Dois aspectos do Eterno se fazem importantes no relacionamento com os seus servos: Ele é fiel, e é misericordioso. Ser fiel significa que Ele cumprirá sempre a Sua parte em abençoar e proteger aqueles que O amam, e andam segundo a Sua instrução. E ser misericordioso significa que Ele perdoará as nossas falhas, por nossa falta de fidelidade. Isso mostra que amá-Lo e guardar os Seus mandamentos não significa nunca errar. Ele sabe que erraremos e tropeçaremos, e teremos as nossas dificuldades. Mas, significa que não devemos abandonar aquilo que nos norteia, a saber, o amor a Ele e o desejo de acertar. Quando nós somos leais a Ele, e buscamos viver como Ele espera, podemos experimentar não apenas a Sua fidelidade, mas também a Sua incomparável misericórdia.

© 5775 – Qol haTorah (www.qol-hatora.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

A Marca do Justo (Dn. 1:8)

וַיָּשֶׂם דָּנִיֵּאל עַל-לִבּוֹ אֲשֶׁר לֹא-יִתְגָּאַל בְּפַת-בַּג הַמֶּלֶךְ וּבְיֵין מִשְׁתָּיו וַיְבַקֵּשׁ מִשַּׂר הַסָּרִיסִים אֲשֶׁר לֹא יִתְגָּאָל

“E Daniyel propôs no seu coração não se contaminar com a porção das iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; portanto pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não se contaminar.” (Daniyel 1:8)

Daniyel não tinha qualquer controle sobre sua situação. Ele fora levado a um local onde as práticas seriam idólatras, e onde ele estaria isolado e teria dificuldades de servir ao Eterno. Mesmo assim, Daniyel teve o mérito de se tornar um dos personagens mais importantes da história de Israel, por sua firmeza e determinação. Mesmo impedido de fazer tudo o que gostaria, e mesmo com a dificuldade do ambiente onde estava, ainda assim resistiu, e se manteve firme dentro de tudo o que estava ao seu alcance. Essa é a marca do verdadeiro Sadiq (justo).

© 5775 – Qol haTorá (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

A Bondade de Muitos (Pv. 20:6)

מַעֲנֶה-רַּךְ יָשִׁיב חֵמָה וּדְבַר-עֶצֶב, יַעֲלֶה-אָף

“Muitos há que proclamam a sua própria bondade; mas o homem fiel, quem o achará?” (Mishlê/Provérbios 20:6)

Observe à sua volta. Quantas pessoas proclamam a si próprias como modelos? Quantas criticam as demais sempre que podem? Quantas usam a bandeira de uma causa como pretexto para agir em iniquidade, e ainda se dizerem boas? Não se surpreenda com os números. Já dizia Mishlê (Provérbios) que assim age a multidão de homens. E por que dizer isso? Para nos ensinar que temos que ser diferentes. Nossa retidão não deve estar em auto-proclamações, em palavras bonitas, em críticas a terceiros, mas sim em nossas atitudes. Agir em retidão é ser fiel ao Eterno. O objetivo da Torá é produzir pessoas dessa raridade. Sem isso, tudo mais é em vão.

© 5775 – Qol haTorah (www.qol-hatora.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Amor e Esforço (Dt. 17:1)

לֹא-תִזְבַּח ליהוה אֱלֹהֶיךָ שׁוֹר וָשֶׂה אֲשֶׁר יִהְיֶה בוֹ מוּם–כֹּל דָּבָר רָע כִּי תוֹעֲבַת יהוה אֱלֹהֶיךָ הוּא

“A YHWH teu Elohim não sacrificarás boi ou ovelha em que haja defeito ou qualquer deformidade; pois isso é abominação a YHWH teu Elohim.” (Devarim/Deuteronômio 17:1)

A lição sobre o sacrifício não ter defeito ensinava o povo a separar o melhor, e não o pior, para o Eterno. Seria fácil oferecer um animal com defeito, de pouco proveito. Todavia, oferecer um animal perfeito seria custoso. Da mesma forma é com a observância da Torah. Frequentemente nos sentimos abatidos porque observar a Torah é custoso, e às vezes difícil. Todavia, esse é exatamente o objetivo. Se fossem triviais, qualquer pessoa as cumpriria. O nível de compromisso que a Torah exige, contudo, separa aqueles que o fazem por fidelidade, daqueles que o fariam simplesmente por não terem nada a perder. Da próxima vez em que você tiver dificuldade com algum ponto da Torah, anime-se e alegre-se: Você está dando uma demonstração enorme de amor ao Eterno.

© 2014 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Palavra e Compromisso (Jr. 34:11)

וַיָּשׁוּבוּ אַחֲרֵי-כֵן וַיָּשִׁבוּ אֶת-הָעֲבָדִים וְאֶת-הַשְּׁפָחוֹת אֲשֶׁר שִׁלְּחוּ חָפְשִׁים וַיִּכְבְּשׁוּם לַעֲבָדִים וְלִשְׁפָחוֹת

“Mas depois se arrependeram, e fizeram voltar os servos e as servas que haviam libertado, e os sujeitaram por servos e por servas.” (Yirmiyahu/Jeremias 34:11)

O povo assumiu um compromisso com o Eterno, e depois voltou atrás, e por esta razão foi duramente punido. Para a Torah, o peso de uma palavra e de um compromisso são coisas muito grandes. Infelizmente, no Brasil as pessoas estão acostumadas a empenharem suas palavras sem se sentirem compromissadas com elas, sempre encontrando razões para voltarem atrás. Isso é fonte de maldição, pois uma palavra leviana é abominável aos olhos do Eterno. Seja fiel em seus compromissos, com Ele e com o próximo, e Ele será fiel com você.

© 2014 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Olhar Completo (1 Rs. 3:3)

וַיֶּאֱהַב שְׁלֹמֹה אֶת-יְהוָה לָלֶכֶת בְּחֻקּוֹת דָּוִד אָבִיו: רַק בַּבָּמוֹת–הוּא מְזַבֵּחַ וּמַקְטִיר

“E Shelomo amava a YHWH, andando nos estatutos de Dawid seu pai; porém nos altos sacrificava, e queimava incenso.” (Melakhim Alef/1 Reis 3:3)

Shelomo (Salomão) amava ao Eterno, e procurava obedecê-Lo. Porém, não era perfeito em seus caminhos, e tinha uma prática contrária à Torah. Ainda assim, o Eterno apareceu a ele e o contemplou com um pedido. Ao invés de olhar para as falhas de Shelomo (Salomão), o Eterno olhava para as suas virtudes, que eram maiores do que suas transgressões. Assim é também conosco. Não pense que o Eterno deixa de olhar para nós por causa de nossas falhas. Ele olha o conjunto, e se somos fiéis a Ele, e se nos esforçamos em seguí-Lo, Ele perdoará as nossas imperfeições, e agirá para conosco com amor e misericórdia.

© 2013 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

A Mão do Eterno (Gn. 45:5)

וְעַתָּה אַל-תֵּעָצְבוּ וְאַל-יִחַר בְּעֵינֵיכֶם כִּי-מְכַרְתֶּם אֹתִי הֵנָּה: כִּי לְמִחְיָה שְׁלָחַנִי אֱלֹהִים לִפְנֵיכֶם

“Agora, pois, não vos entristeçais, nem vos pese aos vossos olhos por me haverdes vendido para cá; porque para conservação da vida, Elohim me enviou adiante de vós.” (Bereshit/Gênesis 45:5)

Yossef (José) passou por uma situação absolutamente terrível, de onde não via saída. Mas, de escravo no Egito, passou a ser o segundo em comando no Egito, e garantiu a sobrevivência de sua família. E reconheceu, posteriormente, a mão do Eterno guiando todas as coisas. Você pode estar passando por uma situação terrível agora. Pode ser que tudo o que enxergue ao seu redor sejam trevas. Mas, mantenha-se fiel e confie no Eterno. Muitas das coisas ocorrem segundo o propósito dEle estão além da nossa compreensão, mas acontecem porque, no fim, Ele nos ama e deseja o melhor para nós.

© 2013 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Bênçãos (2 Sm. 7:14)

אֲנִי אֶהְיֶה-לּוֹ לְאָב וְהוּא יִהְיֶה-לִּי לְבֵן–אֲשֶׁר בְּהַעֲו‍ֹתוֹ וְהֹכַחְתִּיו בְּשֵׁבֶט אֲנָשִׁים וּבְנִגְעֵי בְּנֵי אָדָם

“Eu lhe serei por pai, e ele me será por filho; e, se vier a transgredir, castigá-lo-ei com vara de homens, e com açoites de filhos de homens.” (Shemuel Bet/2 Samuel 7:14)

Shelomoh (Salomão) foi abençoado pelo Eterno desde antes de nascer, com o compromisso de que o Eterno o trataria como um pai trata um filho. Porém, essa bênção também veio com uma responsabilidade. O Eterno também o puniria, como um pai faz a um filho que se desvia do bom caminho. Todos nós buscamos bênçãos do Eterno, mas não há bênção que venha sem uma responsabilidade de administrarmos aquilo que de bom o Eterno nos concede. Nossa resposta a esse chamado à responsabilidade determinará se estamos prontos ou não para bênçãos maiores.

© 2013 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Fidelidade (Gn. 6:9)

אֵלֶּה, תּוֹלְדֹת נֹחַ–נֹחַ אִישׁ צַדִּיק תָּמִים הָיָה, בְּדֹרֹתָיו: אֶת-הָאֱלֹהִים, הִתְהַלֶּךְ-נֹחַ

“Estas são as gerações de Noach. Noach era homem justo e perfeito em suas gerações; Noach andava com Elohim.” (Bereshit/Gênesis 6:9)

Fidelidade

Noach (Noé) não buscou popularidade. Não valorizou a interatividade social acima da sua consciência. Não minimizou aquilo que era importante, a fim de poder melhor conviver com as pessoas de sua geração. Noach (Noé) andou com o Eterno, mesmo que isso lhe custasse um alto preço numa época em que ninguém o fazia. Não há mérito em aproximar-se de um grupo de pessoas e andar como eles. É das coisas mais fáceis que o ser humano pode fazer. Porém, há um mérito enorme quando se está inserido em um grupo, mas mesmo assim prevalece a fidelidade ao Criador.

© 2013 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.