Arquivo da tag: esperança

Fé Transformadora (Sl. 42:9)

יוֹמָם יְצַוֶּה יהוה חַסְדּוֹ וּבַלַּיְלָה שִׁירֹה עִמִּי–תְּפִלָּה לְאֵל חַיָּי

“Contudo ADONAY mandará a sua misericórdia de dia, e de noite a sua canção estará comigo, uma oração ao EL da minha vida.” (Tehilim/Salmos 42:9) (8*)

No versículo imediatamente anterior, o salmista fala do tumulto das ondas, e da sensação de estar perdido em meio à correnteza. No entanto, aqui afirma a sua fé na misericórdia do Eterno. Angustiado durante o dia, o salmista clama ao Eterno. À noite, quando geralmente somos afligidos por nossas preocupações que nos tiram o sono, a fé dele era tamanha que a angústia se transformou num cântico ao Criador. A fé no Eterno, e na grandeza de suas obras por amor de nós, deu ao salmista a tranquilidade necessária para ter paz de espírito, e o salmista jubilou no grande livramento do Criador. Que essa fé, capaz de transformar nossas mentes e corações, possa ser inspirada em nós da parte do Criador de todas as coisas!

© 5776 – Qol haTorá (www.qol-hatora.org) – Permitida a reprodução se os créditos forem mantidos.

Fé e Eternidade (Jr. 1:5)

בְּטֶרֶם אֶצָּרְךָ בַבֶּטֶן יְדַעְתִּיךָ וּבְטֶרֶם תֵּצֵא מֵרֶחֶם הִקְדַּשְׁתִּיךָ נָבִיא לַגּוֹיִם נְתַתִּיךָ

“Antes que te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre, te santifiquei; às nações te dei por profeta.” (Yirmiyahu/Jeremias 1:5)

Desde antes de você ser concebido, moldado, e do aspecto de seu espírito que é imagem do Eterno ser revestido de um corpo de carne, o Eterno já tinha planos para você. É comum ter dificuldade de enxergar o todo, pois nossa mente carnal consegue apenas se focar no presente, e mesmo a visão do passado e do futuro são limitadas. E se isso é verdadeiro quanto à essa existência, quanto mais quanto à eternidade. Tudo que você passou, passa, e passará é por um propósito. Tudo tem um motivo, e nada é por acaso. No presente pode haver dúvida, incerteza, insegurança ou mesmo tristeza. São sentimentos normais e plenamente naturais. Porém, o Eterno tem em vista muito mais do que o presente. Você está sendo moldado, cuidado e pensado, em um plano perpétuo, que tem milhares de milhares de épocas, e cujo tempo presente é apenas um grão de areia na imensidão. Essa percepção também é importante para despertar a fé verdadeira, porque essa fé é muito mais do que confiar no Eterno quanto a livrar de uma angústia presente. É a confiança de que Ele concebeu a evolução, de eternidade em eternidade, num plano que tem tão somente o nosso melhor em vista.

© 5776 – Qol haTorá (www.qol-hatora.org) – Permitida a reprodução se os créditos forem mantidos.

No Meio das Trevas (Gn. 1:5)

וַיַּרְא אֱלֹהִים אֶת-הָאוֹר כִּי-טוֹב; וַיַּבְדֵּל אֱלֹהִים, בֵּין הָאוֹר וּבֵין הַחֹשֶׁךְ

“E Elohim chamou à luz Dia; e às trevas chamou Noite. E anoiteceu e amanheceu: o primeiro dia primeiro.” (Bereshit/Gênesis 1:5)

Você já se sentiu envolto em trevas? Perdido, de modo a não conseguir enxergar o caminho? Não à toa, as Escrituras começam o relato da criação falando das trevas; O primeiro dia surgindo com a criação da luz. Há nisso uma mensagem muito importante: Não há escuridão que não seja seguida por luz. Quando se está no meio da noite, é difícil contemplar uma saída para a escuridão. Por isso esse ensinamento é tão importante: Mesmo se você ainda não vê saída, saiba que tão certo quanto vive o Eterno, a escuridão é sucedida pelo amanhecer. Da mesma forma que um novo dia trouxe nova criação, o amanhecer também trará novas circunstâncias, e uma vida diferente. Confie no Eterno, até que a luz comece a despontar.

© 5776 – Qol haTorá (www.qol-hatora.org) – Permitida a reprodução se os créditos forem mantidos.

Coragem x Estagnação (Dt. 31:6)

חִזְקוּ וְאִמְצוּ אַל-תִּירְאוּ וְאַל-תַּעַרְצוּ מִפְּנֵיהֶם כִּי יהוה אֱלֹהֶיךָ הוּא הַהֹלֵךְ עִמָּךְ–לֹא יַרְפְּךָ וְלֹא יַעַזְבֶךָּ

“Esforçai-vos, e animai-vos; não temais, nem vos espanteis diante deles; porque ADONAY teu Elohim é o que vai contigo; não te deixará nem te desamparará.” (Debarim/Deuteronômio 31:6)

Coragem. Essa é uma palavra que não pode faltar no vocabulário de quem serve ao Criador. Porém, ao contrário do que muitos pensam, a coragem não é a ausência do medo. O medo é uma reação biológica instintiva a algo que é percebido como ameaçador. Ou seja, você não controla nem ‘se’, nem ‘quando’ irá sentir medo. Todavia, você pode escolher ser ou não dominado pelo medo. A coragem é o agir mesmo quando se está com medo, confiando que o Eterno irá te apoiar. Aquele que fica parado dizendo esperar que o Eterno abra as portas ou dê coragem ficará para sempre estagnado em sua vida. Aquele que deseja ver progresso e transformação precisa ter coragem para agir, e a certeza de que o Eterno irá abençoar.

© 5776 – Qol haTorá (www.qol-hatora.org) – Permitida a reprodução se os créditos forem mantidos.

Confiança e Evolução (Ex. 6:7)

לָקַחְתִּי אֶתְכֶם לִי לְעָם וְהָיִיתִי לָכֶם לֵאלֹהִים וִידַעְתֶּם כִּי אֲנִי יְהוָה אֱלֹהֵיכֶם הַמּוֹצִיא אֶתְכֶם מִתַּחַת סִבְלוֹת מִצְרָיִם

“E eu vos tomarei por meu povo, e serei vosso Elohim; e sabereis que eu sou ADONAY vosso Elohim, que vos tiro de debaixo das cargas dos egípcios.” (Shemot/Êxodo 6:7)

Israel, enquanto ainda escravo no Egito, não havia se tornado plenamente uma nação. O Eterno liberta Israel não apenas por Sua promessa aos patriarcas, mas também para torná-lo um exemplo do que seria uma nação que caminhasse em Suas veredas. Hoje, conseguimos olhar para o passado e apreciar todo o processo de evolução espiritual de Israel, até que estivesse em condições de firmar uma aliança nacional. Quando, todavia, olhamos para nossas vidas enquanto indivíduos, nem sempre conseguimos perceber que o processo pelo qual estamos passando tem um objetivo maior, ainda a ser revelado pelo Altíssimo. É fundamental manter a confiança nEle de que estamos trilhando o Seu caminho, para que possamos atingir aquilo que Ele deseja de nós.

© 5776 – Qol haTorá (www.qol-hatora.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Desprezo e Solidão (Gn. 6:8)

וְנֹחַ מָצָא חֵן בְּעֵינֵי יהוה

“NoaH, porém, achou graça aos olhos de ADONAY.” (Bereshit/Gênesis 6:8)

O que muitos não percebem é que se NoaH achou graça aos olhos do Eterno em um tempo no qual a terra estaria totalmente corrompida, isso significa que NoaH estaria remando contra a maré do padrão de conduta e comportamento da época. O que provavelmente levava NoaH a se sentir sozinho, isolado dos demais, e se perguntando como poderiam as coisas terem se deteriorado de tal maneira, em tão pouco tempo. Porém, ficar firme nos caminhos do Criador, mesmo que isso signifique distanciar-se daqueles que andam em vias espiritualmente nocivas, sempre vale à pena. NoaH ainda não sabia, mas estaria prestes a presenciar uma enorme transformação, o desprezo que sofria seria tornado em esperança. E assim é com todo aquele que caminha com o Altíssimo.

© 5776 – Qol haTorá (www.qol-hatora.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Rejeição e Abandono (Gn. 21:16)

וַתֹּאמֶר שָׂרָה–צְחֹק עָשָׂה לִי אֱלֹהִים כָּל-הַשֹּׁמֵעַ יִצְחַק-לִי

“E foi assentar-se em frente, afastando-se à distância de um tiro de arco; porque dizia: Que eu não veja morrer o menino. E assentou-se em frente, e levantou a sua voz, e chorou.” (Bereshit/Gênesis 21:16)

O desespero de Hagar era passar mais uma vez pela mesma situação: de abandono e rejeição. E Hagar, sendo uma serva, era a que menos tinha culpa ou responsabilidade no plano malfeito de Sara de dar um herdeiro a Avraham. Por que ela tinha que sofrer? No entanto, o Eterno sabia que seria um desastre que aquelas duas famílias crescessem juntas. Ao permitir a situação da partida de Hagar, o Eterno deixa claro que também iria cuidar dela e de seu filho. Às vezes o Eterno nos permite passarmos por situações que podem nos fazer sentir desespero e rejeição. Mas, é preciso confiar nEle, pois nem sempre enxergamos que o maior sofrimento, a longo prazo, pode estar em permanecer na companhia daqueles que nos causam mal. A partir desse momento, Hagar teria a chance de recomeçar. E assim também pode ser conosco.

© 5775 – Qol haTorah (www.qol-hatora.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Esperança e Transformação (Ed. 3:12)

וְרַבִּים מֵהַכֹּהֲנִים וְהַלְוִיִּם וְרָאשֵׁי הָאָבוֹת הַזְּקֵנִים אֲשֶׁר רָאוּ אֶת-הַבַּיִת הָרִאשׁוֹן בְּיָסְדוֹ זֶה הַבַּיִת בְּעֵינֵיהֶם בֹּכִים בְּקוֹל גָּדוֹל וְרַבִּים בִּתְרוּעָה בְשִׂמְחָה לְהָרִים קוֹל

“Porém muitos dos kohanim, e lewiyim e chefes dos pais, já idosos, que viram a primeira casa, choraram em altas vozes quando à sua vista foram lançados os fundamentos desta casa; mas muitos levantaram as vozes com júbilo e com alegria.” (‘Ezra/Esdras 3:12)

É emocionante somente imaginar a sensação do povo ao ver o Templo do Eterno sendo reconstruído em Yerushalayim (Jerusalém), sentimento esse que esperamos ter em breve. Mas, para que isso se tornasse uma realidade, o povo trabalhou de forma incessante. Semelhantemente, se nós desejamos ver os tempos da Gueulah (Redenção), devemos esperar menos, e agir mais. Buscando a transformação em nossas vidas pessoais, estamos contribuindo para que esse tempo chegue em breve. A opção pela observância da Torah pode ser individual, mas o seu resultado é coletivo.

© 2014 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Injustiça e Esperança (Jó 21:7)

מַדּוּעַ רְשָׁעִים יִחְיוּ עָתְקוּ גַּם-גָּבְרוּ חָיִל
“Por que razão vivem os ímpios, envelhecem, e ainda se robustecem em poder?” (Iyov/Jó 21:7)

É tão doloroso ser justo e sofrer dificuldades, quanto é observar pessoas iníquas prosperando e vivendo uma vida longa. Talvez o maior exercício de confiança que podemos fazer para com o Eterno é termos a convicção de que Ele é um juiz justo, e que tudo no seu tempo será retribuído. O bem será recompensado, e o mal será cobrado. Até lá, sigamos confiando no Eterno, e procurando ser fortes ao observarmos tais coisas, pois nossa esperança no Eterno é muito maior do que os breves anos desta vida.

© 2013 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.