Arquivo da tag: abandono

Rejeição e Abandono (Gn. 21:16)

וַתֹּאמֶר שָׂרָה–צְחֹק עָשָׂה לִי אֱלֹהִים כָּל-הַשֹּׁמֵעַ יִצְחַק-לִי

“E foi assentar-se em frente, afastando-se à distância de um tiro de arco; porque dizia: Que eu não veja morrer o menino. E assentou-se em frente, e levantou a sua voz, e chorou.” (Bereshit/Gênesis 21:16)

O desespero de Hagar era passar mais uma vez pela mesma situação: de abandono e rejeição. E Hagar, sendo uma serva, era a que menos tinha culpa ou responsabilidade no plano malfeito de Sara de dar um herdeiro a Avraham. Por que ela tinha que sofrer? No entanto, o Eterno sabia que seria um desastre que aquelas duas famílias crescessem juntas. Ao permitir a situação da partida de Hagar, o Eterno deixa claro que também iria cuidar dela e de seu filho. Às vezes o Eterno nos permite passarmos por situações que podem nos fazer sentir desespero e rejeição. Mas, é preciso confiar nEle, pois nem sempre enxergamos que o maior sofrimento, a longo prazo, pode estar em permanecer na companhia daqueles que nos causam mal. A partir desse momento, Hagar teria a chance de recomeçar. E assim também pode ser conosco.

© 5775 – Qol haTorah (www.qol-hatora.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Angústia e Libertação (Dt. 26:7)

וַנִּצְעַק אֶל-יהוה אֱלֹהֵי אֲבֹתֵינוּ וַיִּשְׁמַע יהוה אֶת-קֹלֵנוּ וַיַּרְא אֶת-עָנְיֵנוּ וְאֶת-עֲמָלֵנוּ וְאֶת-לַחֲצֵנוּ

“Então clamamos a YHWH Elohim de nossos pais, e YHWH ouviu a nossa voz, e atentou para a nossa aflição, o nosso trabalho, e a nossa opressão.” (Devarim/Deuteronômio 26:7)

Abandono, impotência e angústia. Essas são as sensações que muitas vezes temos ao passar por tribulações, tais quais o povo passou no Egito, quando era escravo e sem perspectiva. Porém, o Eterno ouviu o clamor dos filhos de Israel, e não tardou em libertá-los. Nos momentos em que nos sentimos mais frágeis, Ele se revela forte. Ele é o amparo infalível, sobre o qual podemos nos apoiar nas adversidades. Se nos focarmos nEle, perceberemos que jamais estamos sozinhos ou impotentes em nossas angústias. Ele é conosco, e por isso Israel não precisa temer. Pois não há Libertador como o nosso Elohim.

© 2014 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Esquecimento (Is. 49:15)

“Por acaso uma mulher se esquecerá da sua criancinha de peito? Não se compadecerá ela do filho do seu ventre? Ainda que as mulheres se esquecessem eu não me esqueceria de ti.” (Yeshayahu/Isaías 49:15)

Há momentos em que talvez você se sinta esquecido pelo Eterno. Em tempos angustiantes como estes, em que o mundo carece da luz do Eterno, é comum se sentir assim. Porém, o Eterno assegura ao povo de Israel que Ele nunca nos abandonará. Poucos laços são tão fortes quanto os de uma mãe com seu neném. Porém, os vínculos do Eterno para com Israel são muito maiores. Ele nos diz: Jamais Me esquecerei de vós.

© 2013 – Kol haTorah (www.kol-hatorah.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.