Festa e Pecado? (Ez. 45:22)

וְעָשָׂה הַנָּשִׂיא בַּיּוֹם הַהוּא בַּעֲדוֹ וּבְעַד כָּל-עַם הָאָרֶץ–פַּר חַטָּאת

“E no mesmo dia o príncipe preparará por si e por todo o povo da terra, um bezerro como oferta pelo pecado.” (Ye’hezqel/Ezequiel 45:22)

Imediatamente após falar sobre a celebração do Pessa’h (Páscoa), o profeta Ye’hezqel (Ezequiel) afirma que o príncipe, entendido por alguns como o Sumo Sacerdote e por outros como o Rei da dinastia de Dawid, faria uma oferta por seu pecado, e pelo pecado do povo. Por que a menção ao pecado justamente no momento de uma comemoração tão alegre? Alguns comentaristas afirmam que a menção ao pecado é para que a festa não nos impeça de ficar em alerta. É fácil tomar ciência do pecado quando se está triste e abatido, mas lembramos disso quando estamos alegres? A lembrança do pecado não precisa estragar a festividade. Mas ela serve como uma meta; um memorial de que nunca devemos parar de buscar evoluirmos, e progredirmos diante do Criador.

© 5776 – Qol haTorá (www.qol-hatora.org) – Permitida a reprodução se os créditos forem mantidos.

Comentários

comments