Provação e Revelação (Jó 8:6)

אִם-זַךְ וְיָשָׁר אָתָּה כִּי-עַתָּה יָעִיר עָלֶיךָ וְשִׁלַּם נְוַת צִדְקֶךָ

“Se fores puro e reto, certamente logo despertará por ti, e restaurará a morada da tua justiça.” (Iyob/Jó 8:6)

As palavras de Bildad, ditas acima, têm aspecto de verdadeiras. Afinal, quem em sã consciência diria que o Eterno rejeita o justo? Porém, a própria lição do livro de Iyob (Jó) vem justamente desafiar o entendimento linear de que tudo que acontece conosco é consequência de nossas ações, e que o silêncio do Eterno é sinônimo de iniquidade. O que Bildad não conseguia enxergar é que o tempo muda nossa perspectiva acerca dos planos do Eterno. O que hoje pode parecer uma angústia terrível, amanhã pode se revelar uma grande bênção. Tudo porque o Eterno enxerga o futuro, ao passo que nós estamos limitados ao presente. Não devemos, portanto, julgar uma pessoa pelo momento que está vivendo. Isso também inclui o julgar a si próprio. O amor do Eterno tudo revela, no tempo adequado.

© 5776 – Qol haTorá (www.qol-hatora.org) – Proibida a reprodução sem consentimento prévio.

Comentários

comments