O Poder da Gratidão (Sl. 136:1)

הוֹדוּ לַיהוָה כִּי-טוֹב כִּי לְעוֹלָם חַסְדּוֹ

“Louvai a ADONAY, porque ele é bom; porque a sua benignidade dura para sempre.” (Tehilim/Salmos 136:1)

Não é por acaso que esse salmo se encontra nas Escrituras. Se formos refletir bem, o Eterno em Sua glória não necessita de nossa gratidão. Mesmo assim, Ele nos ensina a sermos gratos – lição essa que também é transmitida pelo salmista e pelos nossos sábios. A razão é simples: A gratidão é uma força extraordinária, que demonstra o valor que damos àquilo que recebemos de bom grado. Aquele que expressa sua gratidão, não apenas pelo que o Eterno lhe dá, mas pelo que os outros à sua volta lhe proporcionam, pavimenta o caminho para receber mais bênçãos. Aquele que se esquece da gratidão não comete apenas uma injustiça, mas atenta contra a própria fonte de onde as bênçãos provêm. Ser grato pelo que se tem é uma das chaves para a sabedoria e a felicidade.

© 5776 – Qol haTorá (www.qol-hatora.org) – Permitida a reprodução se os créditos forem mantidos.

Comentários

comments